Make your own free website on Tripod.com
o mito da caverna segundo walter mercado

imagine uma abertura, assim, minúscula, pequena como suas ambições.
sim, porque carros, terrenos, lojas sorrindo e vendedores venerando sua senha do cartao de crédito
NAO ME PARECEM GRANDES AMBIÇÕES, THANK YOU VERY MUCH.
bom, imagine a abertura. ela é pequena.
você é grande. ou ao menos é largo, imenso, cheio de anos de vida, empregos, amigos, bilhetes, jantares, cadernos, notas, resultados, identidades, cachorros, discos, bares, reuniões, casamentos, fotos, viagens, arranhões, brinquedos, jóias, 2 beijinhos no ar e uma geladeira.
e você, agora, somente agora, descobriu que só lhe restou a abertura pela frente.
pequena e simpática.
e, infelizmente, este não é um teste psico-patético de aptidão e você nao pode escolher passar pela abertura com duas coisas de cada vez ou quem sabe primeiro levar a ovelha e depois o lobo e depois as verduras. até pq ninguem falou em barquinho e um rio.
é só uma abertura, pequena e simpática.
voce nao sabe o que vai encontrar do outro lado.
mas pra trás já nao existe mais.
vc passa?
vc passa? vc com seus vícios, pequenas festas, amigos de ocasião, empregos rotineiros, férias de 30 dias, brindes de ano novo e projetos de crescimento e qualidade total.
FODA-SE.
você nao passa. e você nunca passará.
o outro lado está lá, respirando por todos nós.